IDEAGRI - Decisão Certa! Lucro Certo!

Rehagro apoia laticínio em assistência a produtores de leite

10 de Janeiro de 2018
por: Rafaela Andrade, Redatora / Jornalista - Rehagro - texto adaptado

O Rehagro é um dos parceiros do Laticínios Scala no projeto “Scala + Leite”, proporcionado pelo Programa Mais Leite Saudável, do Governo Federal, que devolve aos laticínios parte do imposto sobre o leite captado para que eles assumam o compromisso de prestar assistência aos produtores que fornecem o recurso. Dessa maneira, desde maio de 2016, cinco médicos veterinários, dois do Rehagro e três da Assessoria de Projetos de Pecuária de Leite e Corte Ltda - Applic, auxiliam produtores rurais no estado de Minas Gerais, com o objetivo de melhorar a qualidade do leite, a produtividade e a eficiência reprodutiva das fazendas assistidas. Vários indicadores foram levantados no diagnóstico realizado pela equipe responsável pelo projeto e sinalizaram a necessidade de suporte técnico das 60 propriedades escolhidas para participar do “Scala + Leite”, que também conta com a parceria das empresas: Applic, Alta Genetics e IDEAGRI.


Acesse o site

LATICÍNIO SCALA

O segredo para produzir um dos melhores queijos do Brasil é uma receita de origem italiana, que contém em seus ingredientes carinho e dedicação, rigorosos controles de qualidade, projetos de responsabilidade social, ações de preservação ambiental e uma equipe capacitada que se sente feliz em produzir queijos de sabor irresistível. Há mais de meio século, O Laticínio Scala ainda mantém viva a tradição italiana de seu fundador: aprimorar a produção de seus queijos sem perder a assência do seu sabor artesanal. Localizado na região da Serra da Canastra, área ideal para a produção de um leite de altíssima qualidade, o Laticínio Scala se estabeleceu como um dos principais fabricantes de queijos do Brasil. Hoje, o Scala se multiplicou e conta com três fábricas, sendo 2 em Sacramento e uma em Salitre de Minas, com capacidade de captação de mais de 500 mil litros de leite por dia. Esse crescimento é resultado de um trabalho sério e que valoriza a qualidade acima de tudo.

O Laticínio Scala usa o Sistema de Gestão IDEAGRI em seu programas de apoio aos produtores.

Quer conhecer mais sobre o IDEAGRI? Clique aqui!


Nos três meses anteriores ao início do projeto, de acordo com Matheus Moreira, médico veterinário do Rehagro e coordenador da equipe de assistência técnica, observou-se que, na média, a contagem bacteriana total - CBT estava em 184 e a Contagem de Células Somáticas - CCS, em 686. Esses indicadores impactam em redução do preço do leite recebido, na produção de leite (devido a mastite subclínica), no aumento dos gastos com medicamentos (mastite clínica), descarte involuntário e mortes de animais. A pesquisa mostrou também, nesse período, que a média produzida por vacas nas fazendas era de 609 litros/dia. Diante dos problemas, definiu-se como meta aumentar em 7% a produção diária das fazendas, baixar a CCS em 15% e a CBT em 20%, no prazo de vigência do projeto, que tem duração de 3 anos.

Gustavo Rafael, médico veterinário e técnico do Rehagro, atende onze fazendas do projeto e conta que a maioria dos produtores não tinha costume de pesar o leite e poucos tinham anotações de partos, inseminações, secagem de vacas, mastite, mortes de animais e produção total de leite: “Principalmente no início focamos muito em anotações. Os produtores não tinham os indicadores das fazendas e isso é o primeiro passo para direcionarmos nossas ações dentro da propriedade. É preciso fazer anotações e pesar o leite”. As visitas do técnico são realizadas uma vez por mês, um plano de ação é definido em conjunto com o responsável pela fazenda e checado periodicamente. Entre outras ações, Gustavo afirma que a equipe atua na sanidade dos animais, reprodução, divisão de lotes e formulação de dietas adequadas para cada lote de vacas, cria e recria de bezerros e rotina de ordenha, visando, de forma conjunta, aumentar a produção de leite e reduzir CCS e CBT.

Seis fazendas atendidas estão trabalhando a parte da gestão, verificando custos e receitas: “Em cada fazenda observamos desafios e oportunidades diferentes, sendo que em algumas a compra de volumoso é o fator que onera o custo de produção, em outras o arrendamento de terras e em algumas a baixa média de produção impede que os custos fixos sejam diluídos, prejudicando o lucro do produtor. Por meio dessas informações, buscamos soluções juntamente com o produtor para aumentar a lucratividade da atividade. Em algumas das propriedades percebemos que os gastos com a compra de silagem são altos e podem ser reduzidos. Por isso, estamos planejando para o ano de 2019, plantar milho nas fazendas que ainda não produzem silagem”.

As fazendas Mimoso e Mangueiras, atendidas por Gustavo, também alcançaram melhorias significativas. Esta última produziu 17,7L vaca/dia em novembro de 2017 e em 2016, nessa mesma época do ano, estavam com média de 15,5L vaca/dia; mais de 2 litros de aumento na produção. Ele conta que na Fazenda Flor do Campo foi construído um bezerreiro argentino para ajudar a melhorar o manejo: “a propriedade criava os bezerros junto das vacas, misturando os animais pequenos com os grandes, favorecendo assim, a transmissão de doenças e dificultando a administração da quantidade de ração e leite necessária para o desenvolvimento dos menores”, afirma. A falta do bezerreiro resultava em morte de animais, alto gasto com medicamento e idade ao primeiro parto muito alta, pois as novilhas não estavam se desenvolvendo bem, adoeciam e demoravam para parir. 

 

Criação de bezerras na Fazenda Mangueiras antes de adequar os manejos

  imagem
imagem  

 

Bezerreiro argentino construído na Fazenda Flor do Campo durante o projeto Scala Mais Leite

 

Gustavo Rafael, médico veterinário da Equipe Rehagro (à esquerda) e Werlem Alves, Fazenda Flor do Campo (à direita)

 

A Fazenda Flor do Campo possui 57 vacas em lactação, produz 864L de leite por dia e tem média de produção de 15,1L vaca/dia. O próximo passo na fazenda é fazer uma sala de ordenha com fosso e também uma pista de trato. Para Werlem Alves, que auxilia o pai na administração da propriedade, a meta é chegar numa média de produção de 23 ~ 25L de leite vaca/dia: “selecionando os melhores animais e criando bem as bezerras, vejo que não é difícil alcançar esse objetivo”. Ele conta que desde o início do projeto tiveram um aumento aproximado de 3 a 4 litros na produção de leite vaca/dia e uma evolução positiva no DEL. “Após um ano do início da assistência, o DEL que era de 210 dias passou para cerca de 180 dias. A meta é alcançar os 150 dias; não é fácil, mas creio que no período de mais um ano conseguiremos chegar próximo disso, alcançando cerca de 160 dias”, acrescenta. 


 

Rua Santa Fé, nº 100, conj 203, Sion - CEP: 30320-130 - Belo Horizonte/MG

Geral: (31) 3344-3213 - Comercial: (31) 99272-8302 VIVO - (31) 97128-2169 TIM

Suporte: (31) 3221-0709 - (31) 99952-6594 VIVO - (31) 99509-3854 TIM - (31) 99278-2275 TIM

Skype: ideagri - email: ideagri@ideagri.com.br