10 erros básicos que podem estragar o seu dia e o seu computador

Todo ser humano erra e usuário de computador não é exceção. Pressionando a combinação errada de teclas ou clicando "sim" quando deveria ser "não" pode acontecer uma perda de tempo - alguns minutos ou muitas horas.

Alguns usuários novatos acreditam que, clicando no lugar errado, podem destruir o computador de maneira irreversível, mas, a não ser que ele "clique com uma marreta de 5 Kg" no gabinete, as conseqüências geralmente são banais.

Esta é uma lista de erros previsíveis e facilmente evitáveis, que os usuários cometem frequentemente em seus computadores, muitas vezes com consequências nada agradáveis.

1Erro número 1 – Ignorar cópias de segurança

Muito bem, você fez tudo certinho, mas um raio fritou seu computador com tudo o que havia nele. Pode acontecer. Não adianta deitar no chão, espernear e chorar. Sua única salvação será ter uma cópia de segurança de seus dados, de preferência atualizada. Existem inúmeras maneiras de fazer isso, utilizando-se pastas na rede, pen drives, CDs, DVDs, HDs externos, servidores de dados na internet, etc. Estas cópias de segurança podem ficar assustadoramente grandes. É preciso então separar o que é essencial do que não é na hora de salvar seus dados. É fundamental organizar seus arquivos de acordo com a importância, fazendo mais frequentemente cópias de segurança daqueles arquivos que forem os mais importantes. Uma boa opção são os sistemas de sincronização de cópias de segurança, que detectam e fazem backups apenas dos arquivos que foram alterados. Vale a pena também fazer uma cópia do sistema com programas como “ghost” ou “clone” isso evita o tedioso e demorado trabalho de reinstalação após o desastre. Não é tão difícil. Com um pouco de disciplina e planejamento é possível evitar as armadilhas da informática e se recuperar facilmente de desastres potencialmente catastróficos.

02Erro número 2 – Escolher senhas inseguras

Um erro comum que pode deixá-lo exposto a ataques é o uso de senhas inseguras. Mesmo que você não esteja em uma rede onde um administrador chato lhe force a escolher senhas seguras e a trocá-las regularmente, faça isso por conta própria. Não use senhas fáceis de descobrir como sua data de aniversário, telefone, número do RG, nome dos filhos, etc. Use senhas longas com no mínimo 8 caracteres. Quanto maior melhor. Não use palavras do dicionário e sim combinações de números, símbolos, letras maiúsculas e minúsculas. Se a senha for longa e difícil de lembrar, também não vai ser muito útil. Crie senhas com frases fáceis de lembrar como “Às vezes no silêncio da noite” que se transforma em “(Avzn5dn)”. Não use esta. A partir de agora ela é insegura.

03Erro número 3 – Compartilhar pastas e afins

Eu sei que o padre falou que devemos compartilhar, mas compartilhamento em rede de computadores pode te expor ao perigo. Se você tem o compartilhamento de arquivos e impressora habilitados, outras pessoas podem acessar remotamente seu computador e seus dados, mesmo que você não tenha compartilhado nenhuma pasta. O Windows tem compartilhamentos administrativos ocultos que permitem que um invasor esperto faça uso deles para entrar em seu computador. Para se prevenir disso, desligue o compartilhamento de arquivos e impressora, principalmente se você acessa com seu laptop redes públicas como hotéis, aeroportos, etc. Se você precisar compartilhar, proteja seus dados ajustando as permissões de compartilhamento e de segurança NTFS, e faça uso de senhas seguras nas contas de usuário do seu computador.

04Erro número 4 – Clicar em links da internet ou no email

Clicar em arquivos anexados às mensagens não é a única maneira de encontrar problemas. Clicar em hiperlinks de mensagens e de páginas da Internet pode levar você a páginas da internet que contém todo tipo de programas maliciosos, que são executados sem que o usuário se dê conta. Eles podem apagar completamente seus arquivos ou instalar um programa em seu computador para que um hacker possa controlá-lo à distância. Clicar no link errado também pode levá-lo a páginas de pornografia ou programas ou música pirateada, que podem lhe dar problemas se você usa o micro a partir do trabalho. Pense antes de clicar, um link pode não ser o que parece. Passe o mouse sem clicar por sobre o link e verifique na barra de status para onde o link aponta realmente. Um link www.uol.com.br pode estar apontando para www.pudim.com.br. Preste atenção antes de clicar.

05Erro número 5 – Abrir arquivos anexados

Algumas pessoas não têm salvação, quando recebem uma mensagem com um arquivo anexado, agem como se ganhassem um presente. Abrem correndo para ver o que tem dentro. Assim como o pacote que aparece na porta de sua casa e pode ser uma bomba, o arquivo que veio anexado a sua mensagem pode conter um programa que apagará seus arquivos, danificará o seu sistema operacional ou ainda poderá mandar um vírus para cada pessoa em sua agenda de email. Antigamente, arquivos texto e fotos eram seguros, mas não são mais. A extensão do arquivo pode estar oculta, o arquivo “leiame.txt.exe” pode aparecer como “leiame.txt” em sua tela. Apenas abra um arquivo anexado se o mesmo vem de uma pessoa confiável e se você estiver esperando aquele arquivo. Mesmo que o arquivo venha de uma pessoa confiável, é possível que o computador daquela pessoa esteja infectado com vírus sem que ela saiba ou que o nome do remetente tenha sido falsificado por um vírus em uma terceira máquina infectada.

06Erro número 6 – Deixar os discos cheios e fragmentados
Um dos resultados de ficar instalando e desinstalado programas, copiando e apagando coisas do seu disco rígido, é que ele vai ficar fragmentado. A fragmentação acontece por causa da maneira que os dados são gravados no disco: em um disco novo e vazio, quando você salva um arquivo ele é guardado em seções contínuas chamadas clusters. Quando você apaga um arquivo que ocupava 5 clusters e grava no lugar um arquivo que ocupa 8 clusters, o sistema grava os primeiros 5 clusters no espaço vazio e procura o próximo cluster vazio para gravar os dados restantes. Isto deixa o arquivo fragmentado ou dividido. Para acessar este arquivo o sistema não vai encontrar o arquivo em um só lugar então vai buscar as partes onde elas estiverem, em locais diferentes do disco. Se o arquivo for um programa ele vai ficar muito lento. Um disco bastante fragmentado vai ficar lento como uma carroça. O Windows tem um desfragmentador que pode ser utilizado de tempos em tempos para reorganizar o disco juntando os arquivos novamente em blocos contínuos. Outra causa de desempenho ruim e erros inexplicáveis é o disco cheio. Muitos programas criam arquivos temporários que precisam de um espaço extra no disco para funcionar. Você pode usar a ferramenta de limpeza de disco do Windows para apagar arquivos raramente usados ou apagar manualmente arquivos que não são mais necessários em suas pastas pessoais.

07Erro número 7 – Instalar e desinstalar todo tipo de programas, inclusive versões de teste
Se você gosta de estar à frente de todos, então, frequentemente, instala novos programas. Programas de demonstração são gratuitos e oferecem a chance de saber as novidades que serão lançadas na próxima versão de algum programa, antes que ele esteja disponível para venda. Existem também muitos programas shareware e freeware que podem ser baixados da Internet e instalados, disponibilizados pelos próprios autores. Eu sei que você nunca faria isso, mas existem até usuários que usam programas piratas em seus computadores! Mesmo que você só instale programas legais e registrados, muitas instalações e desinstalações podem abarrotar o registro do sistema de dados obsoletos. Isto vai deixando o sistema cada vez mais lento, com o tempo. Você deve instalar somente os programas que você realmente usa, com programas originais, de qualidade, e tente minimizar o número de instalações e desinstalações.

08Erro número 8 – Negligenciar a atualização do antivírus ou do antispyware e atualizações de segurança do sistema operacional
Vamos reconhecer, os programas antivírus são um estorvo: bloqueiam aplicativos que você quer usar, você tem que desligar sempre que vai instalar um novo programa, e eles têm que ser atualizados com frequência para serem úteis. Parece que estão sempre expirando e você, em muitos casos, tem que pagar uma taxa para renovar. Mas hoje em dia você não pode ficar sem a proteção de um antivírus. Os antivírus detectam – cavalos-de-tróia, vermes, vírus, etc. – que não só podem estragar seu computador, mas podem também se espalhar através do seu computador e por toda a rede a qual você esteja conectado. Spywares são outra ameaça em crescimento; são programas que se instalam em seu computador (geralmente sem o seu conhecimento) e coletam informações do seu sistema, que é enviada para o autor do spyware para fins que só ele sabe. Programas antivírus geralmente não detectam spyware, por isso é recomendável se ter um programa exclusivo para detectar e remover estas pragas. Não devemos esquecer que o sistema operacional também tem atualizações de segurança, que consertam falhas de segurança que foram descobertas recentemente pelos programadores. Estas falhas podem ser utilizadas por pessoas mal intencionadas para invadir seu computador e usá-lo de maneira indevida e sem o seu conhecimento. Programe seu computador para verificar semanalmente a existência de atualizações e observe os avisos e instruções para que elas sejam instaladas.

09Erro número 9 – Surfar na Internet sem um firewall
Muitos usuários plugam seus computadores em um cabo de rede conectado à Internet sem se dar conta que estão correndo o risco de que vírus e/ou invasores possam ter acesso à máquina. Toda conexão com a Internet deveria ser protegida por um firewall: que já existe dentro do seu roteador ou modem de internet; um servidor na rede servido de firewall; ou um firewall pessoal instalado em seu computador, como o firewall que vem com o Windows, ou outro como o Zone Alarm. Uma grande vantagem do firewall pessoal em computadores portáteis é que você sabe que ele irá protegê-lo, mesmo quando estiver conectando em uma rede não confiável. Mas você deve se assegurar que está com a versão mais atual, e configurada da maneira mais segura.

10Erro número 10 – Ligar o computador na tomada sem um filtro de linha
Você pode argumentar: “Mas eu tenho um estabilizador!” Ele fica fazendo tique-tique em baixo da mesa!” Jogue fora seu estabilizador e substitua-o por um filtro de linha. O problema é a maneira como estes “estabilizadores” funcionam, ligando e desligando relês, que provocam surtos de tensão a cada variação da rede elétrica. Estes surtos de tensão avariam memórias, corrompem os dados dos discos e provocam o travamento do computador, impedindo até que o computador carregue o sistema operacional. O computador é bastante tolerante à variação de tensão da rede elétrica, mas tem uma tolerância muito baixa a surtos de tensão, como os gerados por ar-condicionado, secador de cabelo, aquecedor elétrico, ferro de passar roupa e estabilizadores baratos. A função do filtro de linha é atenuar estes surtos de tensão até o nível que o computador possa ignorá-lo. Compre o melhor filtro de linha que puder. Eles custam bem menos que um estabilizador e são muito mais úteis. Se puder, compre um no-break e configure-o para desligar o computador quando as baterias estiverem abaixo de 20%. O no-break, então, vai fechar os seus arquivos e desligar o computador da maneira correta. É a solução definitiva para os problemas com a rede elétrica.

Traduzido e adaptado por Silvio Pomin; do artigo de Debra Littlejohn Shinder e baseado no “Top ten list of David Letterman’s late show”


http://www.icmc.usp.br