Aprenda a importar análises de leite a partir de planilhas

Através da rotina de importação de análises de leite, é possível, de forma rápida e simples, aproveitar os dados oriundos de diversos laboratórios. Veja, nesta dica, como ajustar a planilha com os dados e realizar a importação. Confira o processo de validação do processo, que gera um arquivo com as incosistências encontradas, permitindo a ánalise e o ajuste nos lançamentos.

 


 

A importação de análise de leite ocorre nas seguintes etapas:

1) OBTENÇÃO/CONFIGURAÇÃO DA PLANILHA

2) PREENCHIMENTO DOS DADOS

3) SALVAMENTO DO ARQUIVO

4) IMPORTAÇÃO DOS DADOS 


1)  OBTENÇÃO/CONFIGURAÇÃO DA PLANILHA

Para que o arquivo seja importado, os dados devem ser organizados em planilha com colunas específicas, como ilustrado a seguir:

NUMERO
DTANALISELEITE
CCS
GORDURA
PROTEINA
LACTOSE
UREIA
CONTBACTERIA
EXTRATOSECO
OBSERVACAO

 

A tabela abaixo contempla o detalhamento dos dados a serem inseridos nas células das colunas da planilha. Para realizar o preenchimento dos dados, basta inserir as informações na planilha e salvar o arquivo no formato CSV (separado por vírgulas).

 

 

COLUNADETALHAMENTO
Número do animal/Brinco eletrônico

A importação dos dados pode ser realizada pelo número do animal OU pelo brinco eletrônico.

DICA: a opção desejada será conforme a seleção na Tela ‘Importação de análise de leite’: Importar arquivo por 'Número' ou 'Brinco eletrônico'

Data de análise de leite

Data da análise de leite em questão

CCS

Contagem de células somáticas (CCS/ml) da análise de leite

Gordura

Taxa (%) de 'Gordura' indicada na análise

Proteína

Taxa (%) de 'Proteína' indicada na análise de leite

Lactose

Taxa (%) de 'Lactose' indicada na análise

Ureia

Taxa (%) de Uréia indicada na análise de leite

Cont. Bactéria

'Contagem Bacteriana' (UFC/ml) indicada na análise

Extrato Seco

'Extrato Seco Desengordurado' (%) indicado na análise de leite

Observação Observações adicionais sobre a análise

 

 


2) PREENCHIMENTO DOS DADOS 

Os dados contidos na planilha enviada pelo laboratório devem ser copiados e colados na planilha para importação.

OBSERVAÇÕES: 

• O(s) número(s) do(s) animal(is) na planilha de Excel deve(m) corresponder ao(s) número(s) cadastrado(s) no Sistema IDEAGRI.
• A 'DATA CONTROLE' é a da coleta do leite, sendo que a mesma deve estar no formato dd/mm/aaaa (dia, mês e ano com 4 dígitos, ex: 01/12/2015).
• As vírgulas (,) devem ser substituídas por pontos (.).
• As células que não possuírem dados devem ser deixadas em branco.
• Deve ser informado apenas o ‘Extrato seco desengordurado’ (ESD). Caso na planilha do laboratório tenha apenas os dados do teor do ‘Extrato seco total’ (ST), basta subtrair os valores informados como (ST) dos valores informados na Coluna 'Gordura' e utilizar o resultado obtido como (ESD) para realizar a importação. 


3) SALVAMENTO DO ARQUIVO

Após formatar e preencher a planilha como indicado, salve o arquivo em qualquer local em seu computador, no formato .CSV (Comma Separated Value), que é um tipo de padrão de arquivo que pode ser trabalhado em planilhas (como o Excel, por exemplo). 

DICA: Não se esqueça da localização do arquivo. 


4) IMPORTAÇÃO DOS DADOS 

No Sistema IDEAGRI, acesse o Menu 'Sanidade' e, em seguida, clique no Botão 'Importação de análise de leite'.

menu-sanidade.jpgseta.pngimportacao-de-analise-de-leite.jpg

Clique no botão, como destacado a seguir, para localizar o arquivo que será importado (no formato .CSV). 

Localize, na tela de busca do Windows, o local onde o arquivo .CSV foi salvo. Ao visualizá-lo na listagem, clique para selecionar o arquivo e, em seguida, clique em ABRIR.

Na Tela 'Importação de análise de leite', o nome do arquivo aberto será prenchido no Campo 'Arquivo de importação'. Basta, então, clicar em IMPORTAR.

ATENÇÃO: Caso alguma matriz não seja encontrada ou a data da análise esteja fora do período de lactação da matriz, surgirá uma tela de mensagem (abaixo). Caso surja esta mensagem, clique em 'OK' e escolha o local no qual será salvo o arquivo das inconsistências.

Imagem

Para fazer a análise das inconsistências, basta gravar o arquivo.

Imagem

Os dados a serem importados serão listados no grid. Confira-os e, em seguida, clique em GRAVAR.

Após os procedimentos acima, a importação das análise de leite estará feita.

DICA: AVALIAÇÃO DAS INCONSISTÊNCIAS

  • Para tal, basta abrir o arquivo referente às inconsistências e analisar os motivos pelos quais as análises não foram importadas, realizando os devidos ajustes. Em relação à interpretação do arquivo de inconsistências, acesse a dica:

Saiba como avaliar as inconsistências geradas na importação de análises de leite e faça os ajustes necessários

  • Após a regularização das inconsistências, os dados poderão ser inseridos no sistema de forma manual ou da mesma forma descrita acima.