Confira o teor da palestra "Leite: uma alternativa para agregar valor à terra" na Fepale

Parte integrante do ciclo de palestras do Congresso Pan-Americano de Leite, a apresentação, realizada pelo diretor do ReHAgro, Clóvis Correa, abordou as vantagens de se manter uma fazenda de pecuária leiteira como fonte de renda. O IDEAGRI esteve presente no Congresso.

IN19901.gif

Parte integrante do ciclo de palestras do Congresso Pan-Americano de Leite, a apresentação, realizada pelo diretor do ReHAgro, Clóvis Correa, abordou as vantagens de se manter uma fazenda de pecuária leiteira como fonte de renda. O IDEAGRI esteve presente no Congresso. Outro ponto abordado foi o grande potencial de crescimento que o Brasil vem apresentando nessa área.

Na produ ção láctea mundial, o país se encontra na 6ª posição. Em contrapartida, possui o 3° maior contingente de vacas em lactação, o que, de acordo com Clóvis, “representa um grande potencial de produção, já que as vacas são muitas, mas produzem pouco leite”.

Durante a apresentação, o palestrante ressaltou a importância de desassociar a idéia de desmatamento com a agropecuária. Segundo ele, existem cerca de 97 milhões de hectares de cerrado – onde a maior parte da pecuária leiteira fica concentrada – desmatados para a agropecuária, sendo 23,4 milhões deles reservados para pastagens. Ainda de acordo com Clóvis, são produzidos 1288 litros de leite em Minas Gerais para cada hectare. Se as técnicas de produção forem adequadas para focar a atenção nas fazendas já existentes, a produção de leite aumentaria, sem a necessidade de desmatamento.

No entanto, uma intensificação da produção implica em um maior investimento. Os riscos de perda financeira aumentam, da mesma forma que os ganhos. Mas, a análise do posicionamento do Brasil no mercado leiteiro mundial prova que o investimento vale a pena a médio e longo prazo, se forem aplicadas as técnicas corretas. Para isso, várias entidades privadas e públicas realizam cursos de capacitação para levar ao pequeno produtor a tecnologia disponível no país.