Embrapa celebra 40 anos de atividades em pesquisa

A Embrapa nasceu, em 1973, com o objetivo de tornar a terra mais produtiva.

Com solos diferenciados de norte a sul do Brasil, é preciso conhecer os biomas, as potencialidades e possibilidades de novos cultivos. Para isso, foram instaladas unidades da Embrapa em diferentes regiões do país.

"Todo pesquisador da Embrapa é altamente entusiasmado pelo trabalho que faz, principalmente quando a gente reconhece que hoje o alimento que chega mais barato na mesa do trabalho é resultado do nosso trabalho", conta Jorge Antonini, pesquisador da Embrapa Cerrados.

As pesquisas realizadas pela Embrapa geram o interesse de diversas pessoas entre agricultores, pesquisadores, profissionais da assistência técnica e missões internacionais que procuram a Embrapa para conhecer os resultados dos estudos.

Para o futuro, os desafios da Embrapa são muitos: crescimento da produção com sustentabilidade, potencializar e transferir cada vez mais tecnologia para a agricultura e criar sistemas integrados de produção.

A solenidade em comemoração aos 40 anos da Embrapa foi realizada na noite da última quarta, dia 24, na Sede da Empresa, em Brasília (DF), e reuniu uma extensa lista de autoridades, personalidades como ex-presidentes da instituição e ex-ministros, lideranças do agronegócio, diretores-executivos, além de chefes de Unidades Centrais e Descentralizadas.

A CNA foi homenageada na cerimônia

CNA

A CNA foi distinguida, entre as 14 instituições e personalidades lembradas pela Embrapa, em razão das parcerias desenvolvidas com o órgão ao longo dos seus 40 anos de existência. O prêmio, na categoria Órgão Cooperador Nacional, foi entregue ao 1º vice-presidente da CNA, João Martins da Silva Júnior, pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, e pelo presidente da Embrapa, Maurício Lopes.