Equipe IDEAGRI visita a Fazenda Barreiro Alto

No último sábado de setembro, os colaboradores do IDEAGRI, alguns pela primeira vez, tiveram a primeira oportunidade de acompanhar como o leite vai “da vaca para a mesa”! Durante a visita à Fazenda Barreiro Alto, de propriedade de Mauro Antônio Costa de Araújo, no município de Sete Lagoas, MG, o médico veterinário Guilherme Okiyama, acompanhou a turma em pontos importantes da atividade. Guilherme apresentou vários setores dando uma visão geral das importantes etapas do processo produtivo: produção e armazenagem de alimentos, criação de bezerras, maternidade, sala de ordenha, galpão de free-stall com matrizes elite e, fechando com chave de ouro, o novíssimo Compost Barn, para 400 vacas em lactação. A Fazenda é parceira e usuária do IDEAGRI.

“Temos oportunidades constantes de interagir com produtores e técnicos, durante nossos atendimentos, principalmente no caso dos colegas do suporte ao uso do software. Mas, ver o trabalho e a realidade com os próprios olhos foi muito surpreendente, principalmente para quem não conhecia ou conhecia pouco. Certamente, conhecer uma fazenda com um projeto tão moderno e arrojado, como é o caso da Fazenda Barreiro Alto, será de muita valia no relacionamento com nossos clientes.” Comenta Mateus Dias, da equipe IDEAGRI, que foi o idealizador da visita. 

a01.jpg  a01.jpg  a01.jpg  a01.jpg
Plantio Visão dos silos Bezerreiro Pista de trato da recria 
       
a01.jpg a01.jpg a01.jpg a01.jpg
Visões da sala de ordenha Entrada sala de ordenha Visão superior da sala de ordenha Sub-solo do fosso da ordenha
       
a01.jpg a01.jpg a01.jpg a01.jpg
Compost barn
       
a01.jpg a01.jpg
Guilherme (de macacão verde) e Equipe IDEAGRI

Sobre a Barreiro Alto

A história da Fazenda Barreiro Alto com gado holandês começou há aproximadamente 20 anos, na cidade de Sete Lagoas, Minas Gerais. Sempre buscando um gado produtivo, rústico e adaptado numa região de clima quente, a fazenda tem estado nos últimos 15 anos entre os maiores produtores de leite da região.

Entre os anos de 2006 e 2008, foram compradas as primeiras doadoras e o trabalho de transferência de embrião iniciado. Os sistemas de criação dos animais foram aperfeiçoados, sempre mantendo o foco na rusticidade, criando gado holandês para produzir nas mais diversas regiões do Brasil.

No início de 2009, o proprietário teve o privilégio de comprar todo o rebanho de um dos maiores conhecedores e selecionadores de gado holandês do Brasil. Um rebanho com uma genética variada, detentor de premiações em exposições de todo Brasil.

O empreendimento rural conseguiu dar sequência a essa seleção de gado holandês e foi ‘Melhor Expositor Nacional de Gado Holandês’ em 2010, prêmio obtido na Feileite em São Paulo, e ‘Melhor Criador em Minas Gerais’, prêmio conquistado na Exphomig em 2013.

O grande projeto e desafio é transferir a genética exuberante das pistas para o gado de produção e, para isto, a equipe tem trabalhado muito, ao longo dos anos, através de escolha de acasalamentos apropriados e de um acelerado programa de transferência de embrião.