Eu mudei a configuração da duração de gestação no sistema, mas as vacas já diagnosticadas permanecem com a mesma previsão de parto, por quê?

A data do parto prevista é calculada com base na duração da gestação das configurações. O padrão do sistema para gado europeu, por exemplo é de 284 dias. Se a configuração for alterada pelo usuário, para 300 dias, por exemplo, o sistema calculará, durante o período em que a configuração estiver com este parâmetro, a previsão do parto em função do que foi definido nas configurações.

 

IMPORTANTE: Como os parâmetros são muito importantes e impactam em várias rotinas no sistema, nós sugerimos, inclusive, que os administradores gerenciem quem pode ou não alterar as configurações, através do controle de acesso. Se vocês desejarem seguir esta recomendação, cliquem nos links a seguir e confiram detalhes sobre o controle de acesso no IDEAGRI:

 

Aprenda a criar usuários e senhas através da rotina de controle de acesso e proteja seus dados

Aprimore o controle de acesso ao sistema em relação à emissão de relatórios

Confira como fazer o controle de acesso por setores

 

Caso a configuração seja ajustada, (voltando para 284 dias, por exemplo), isso impactará nos novos diagnósticos, realizados do momento da alteração em diante. As matrizes que foram diagnosticadas antes do ajuste, ou seja, que já tinham o parto previsto preenchido e não foram diagnosticadas novamente, após a alteração, não serão modificadas. Assim, para o passado (o que estava salvo antes da alterção da duração da gestação) será necessário lançar um novo diagnóstico ou apagar o anterior e lançar novamente.