Fazenda da Gurita inicia projeto de difusão de conhecimento, com apoio do IDEAGRI

A Fazenda da Gurita, de propriedade de Paulo Gontijo, situada em Bom Despacho - MG, inicia projeto de difusão do conhecimento em sistemas de produção de leite. As ações são voltadas para a evolução e melhoria do agronegócio brasileiro e contemplam a realização de dias de campo, experimentos e visitas. O projeto conta com o apoio de empresas de referência no segmento, como Alta Genetics, IDEAGRI, Rehagro e Vaccinar. No último dia 27, a fazenda recebeu a visita de alunos da turma de Pós Graduação em Pecuária Leiteira do Rehagro. Os resultados foram muito positivos e os alunos ficaram muito bem impressionados com a gestão, com os resultados obtidos e com o nível de organização da fazenda.

Confira fotos da visita:

Imagem


Saiba mais sobre a Fazenda da Gurita

Situada às margens da rodovia MG 164, no município de Bom Despacho, em Minas Gerais, dedica-se à pecuária leiteira, desde 1990, com o mesmo proprietário, Paulo Gontijo Álvares. Possui área total 114 hectares, sendo 24 hectares de cana, 4 hectares de estradas e benfeitorias e 86 hectares em pastagens de Tifton 85, mombaça e brachiaria, em piquetes separados por módulos de produção, recria e gado solteiro.

Em 2006, visando aumentar a produtividade, através da diluição dos custos oriunda do aumento da escala de produção, contratou a ReHagro para desenvolver e implantar um projeto sustentável de produção de leite. O projeto, implantado em 2007, vem se consolidando, a cada ano, como uma referência na produção de leite a baixo custo e na gestão por metas. Desde 2008, utiliza o software Ideagri, tanto para a gestão zootécnica quanto para a econômico-financeira. Até o mês de julho de 2012, a Fazenda da Gurita apresentava o menor custo alimentar por litro de leite produzido. Este índice foi obtido através dos relatórios de benchmarking realizado entre as fazendas que são clientes da Rehagro e que, também, utilizam a gestão por metas.

Hoje, a fazenda produz 3.000 litros de leite por dia, mantendo-se na 1ª categoria de células somáticas e contagem bacteriana da empresa Itambé. O manejo é pastejo rotacionado, durante 5 meses do ano e confinado, em pistas de trato concretadas, nos 7 meses restantes. Utiliza, para o trato, um vagão Total Mix da KUHN com dieta total. A colheita e o trato são todos mecanizados, feitos por um único funcionário, sendo que, atualmente, são 170 animais em produção.

O objetivo da fazenda é produzir 5.000 litros de leite por dia, em 2015, e vender 100 novilhas prenhes por ano. Todas as benfeitorias são feitas visando atingir o número de 250 vacas em lactação. O curral; as máquinas; as pistas de trato; o alojamento; as casas; o bezerreiro; os piquetes para a recria; enfim, tudo é planejado para que não sejam necessárias adaptações fora do escopo do planejamento.

São utilizados equipamentos de ordenha e tanque de expansão de leite da marca DeLaval, parceira, desde o início do projeto. Além de fornecer produtos e serviços para a fazenda, a parceria funciona como um showroom da marca para a venda de produtos, através do revendedor Nutribom, situado em Bom Despacho.

A fazenda recebe visitas periódicas de outros produtores rurais; de alunos de escolas e universidades tais como PUC Minas, UFMG e UFV e de cooperativas. O congresso da FEPALE de 2011, ocorrido em Belo Horizonte, organizou a ida de um grupo de visitantes da Guatemala e Honduras, interessado no manejo com cana. Em 2009, a fazenda foi assunto de um programa de televisão do canal Técnica Rural, reprisado várias vezes e que gera inúmeros contatos de pessoas interessadas em realizar visitas.

Desde 2008, utiliza sêmen da empresa Alta Genetics, através da parceria entre a mesma e o ReHagro. Já conta com diversos animais em produção, com excelente produtividade, frutos desta parceria. Além disso, já foram comercializadas diversas bezerras, filhas e netas de touros da Alta, que tiveram excelente aceitação e que geram, até hoje, grande procura de animais.

Até agosto de 2011, a fazenda não criava as bezerras por uma opção estratégica. A partir de então, passou a criar as bezerras e, hoje, já possui alguns animais com 315 kg e previsão de parto aos 25 meses.

Contato: Paulo Gontijo Álvares - E-mail: paulo.g@globo.com