Fazenda Santa Maria do Brejo Alegre - produzindo com eficência e baixos custos
A fazenda Santa Maria do Brejo Alegre está localizada no município de Itaúna - MG, de propriedade do Sr. Pedro Nunes. A fazenda utiliza o IDEAGRI e é cliente do ReHAgro.
Matéria publicada na Revista Leite Integral, em 02/09/2008, por Flávia Fontes, Médica veterinária, Doutora em Ciência Animal - Editora Chefe.
revistaleiteintegrialjun2009.jpg

A fazenda da Gurita é assistida pela Equipe ReHAgro e utiliza o sistema de gestão IDEAGRI.

SantaMariaBerjoAlegreJunho09001.jpg
Se todas as vacas do mundo pudessem escolher um lugar para viver, certamente, muitas delas escolheriam esta fazenda. A primeira impressão é fascinante. O cenário de pastos verdes e fartos nos remetem àquele ideal de fazenda que temos em nossa mente - a fazenda dos nossos sonhos de criança, onde as vacas aparecem sempre saudáveis e felizes. O encantamento só aumenta quando começamos a andar pela fazenda e nos deparamos, por exemplo, com cochos de água limpa e fresca, estrategicamente localizados para permitir sua utilização tanto pelos animais que estão nos piquetes quanto por aqueles que se deslocam ao longo dos corredores. Ao final da visita, poesia à parte, fica a sensação de que tudo foi ali foi planejado com seriedade, eficiência e grande visão empresarial, mas com uma porçãozinha generosa de amor e sonho.
Um pouco de história
Como previsto, quando iniciamos uma conversa com o Dr. Pedro Nunes a palavra sonho não demora muito a aparecer. “Sempre sonhei em trabalhar com leite” é a primeira frase dita quando pedimos a ele que nos conte um pouco da sua história como produtor.
Filho de um pequeno produtor rural na região de Patrocínio/MG, Pedro Luiz Nunes convive com a atividade leiteira desde sua infância. Após a morte de seu pai, comprou sua primeira fazenda em Igaratinga/MG e iniciou a atividade leiteira com um rebanho de gado Holandês puro. Em 1998 vendeu essa propriedade e comprou a Fazenda Santa Maria do Brejo Alegre, onde continuou trabalhando com o gado puro, produzindo uma média de 1000 litros de leite/dia. Segundo ele, até 2001, trabalhou sem nenhum tipo de planejamento e contando com uma assistência técnica do tipo “apaga incêndio”, o que resultou em um prejuízo anual em torno de US$50.000.
O divisor de águas aconteceu quando trocou a antiga assistência técnica por um novo modelo, baseado em planejamento, busca de alta produtividade, redução de custos e, principalmente, comprometimento com os resultados. As principais mudanças do novo modelo de gestão foram a venda de todo o plantel Holandês e a compra de 150 novilhas Girolando (3/4 e 7/8) que são a base de seu atual rebanho, além da contratação de mão-de-obra mais especializada e de um gerente para a fazenda. Todos os índices zootécnicos e financeiros são cuidadosamente analisados para que todas as decisões gerenciais sejam pautadas em justificativas que visem à maior eficiência produtiva.
SantaMariaBerjoAlegreJunho09002.jpg
Vacas girolando, base do plantel atual, e o proprietário Pedro nunes.
A Fazenda
A fazenda Santa Maria do Brejo Alegre está localizada no município de Itaúna/MG. A área total da fazenda é de 113 ha, sendo 52 ha de pastagem de Tifton com irrigação em malha e 13 ha de cana de açúcar.
O Rebanho
O rebanho atual é composto de 270 vacas em lactação, 70 vacas secas e 330 animais de recria. A base racial é composta principalmente por animais Holandes/Zebu (H/Z) e alguns cruzamentos com Jersey. Os graus de sangue variam de 3/4 a 31/32 H/Z.
A produção média do rebanho em 2007 foi de 18,5 litros vaca/dia, com lactação anual média de 5500 litros, e intervalo médio entre partos de 14 meses.
A Criação das Bezerras e Novilhas
Todas as bezerras são alojadas em casinhas individuais até os 90 dias de idade, e recebem 6, 4 e 3 litros de leite/dia no primeiro, segundo e terceiro mês de vida, respectivamente. Após o desaleitamento são mantidas em grupos de 20 animais, de acordo com a faixa etária, em piquetes rotacionados, com suplementação de concentrado.
Pastejo Rotacionado
A alimentação volumosa é baseada em pastejo rotacionado de Tifton no verão e cana de açúcar picada inverno. Como alimentos concentrados são utilizados, de acordo com a disponibilidade e custo, farelo de soja, polpa cítrica, milho moído, caroço de algodão, ou outros subprodutos, sendo as quantidades determinadas pela produção dos lotes.
http://www.ideagri.com.br/siteideagridados/imgs/SantaMariaBerjoAlegreJunho09003.jpg
Pastejo rotacionado
Os pastos são divididos em módulos com cerca de 20 piquetes de 3500 metros quadrados cada, que são pastejados durante 2 dias por cera de 120 animais (15 UA/ha) no verão e 50 animais no inverno. Os pastos são periodicamente submetidos aos tratos culturais necessários e adubação nitrogenada (600 kg/ano). Os períodos de descanso dos piquetes variam ao longo do ano de acordo com as condições metereológicas (temperatura e umidade). A produção de matéria seca dos pastos está estimada em 35 toneladas/ano. A irrigação é realizada nos períodos de escassez de chuvas. Culturas de inverno, como aveia e azevém estão sendo introduzidas na propriedade.
SantaMariaBerjoAlegreJunho09004.jpg
Tifton irrigado nos períodos de escassez de chuvas
Os gráficos abaixo, elaborados pela equipe do Rehagro, que presta assistência técnica à propriedade, apresentam a lotação dos pastos nos anos de 2005 a 2007.
SantaMariaBerjoAlegreJunho09005.jpg
SantaMariaBerjoAlegreJunho09006.jpg
SantaMariaBerjoAlegreJunho09007.jpg
Suplementação Volumosa
A área de plantio de cana de açúcar corresponde a 13 ha, sendo utilizadas variedades precoces, com expectativa de produção de 140 toneladas/matéria verde/ano. Os canaviais passarão agora a ser irrigados com o objetivo de aumentar a produção em 30%.
Ordenha e Controle Sanitário
A ordenha é realizada duas vezes ao dia, com intervalo de 12 horas. A fazenda adota um rigoroso controle de mastite, com análise da CCS do leite de todos os animais uma vez ao mês, e duas culturas bacterianas no pós-parto.
O manejo sanitário baseia-se em um rigoroso calendário de vacinações e controle de ecto e endoparasitas. Os exames de brucelose e tuberculose são realizados a cada 6 meses, apresentando resultados negativos há vários anos.
Metas
A fazenda produz atualmente 5.000 litros de leite/dia, o equivalente a 30.000 mil litros de leite/ha/ano. Em 2007, a meta anual era produzir 1.360.000 litros de leite, sendo superada em 2.000 litros. Outro desafio vencido foi não ter nenhuma vaca com média diária inferior a 15 litros. Como parte da área de pastejo está atualmente subutilizada, a meta é alcançar 50.000 litros de leite/ha/ano até 2010.
SantaMariaBerjoAlegreJunho09008.jpg
Mercado de Leite
Pedro Nunes acredita que o produtor de leite tem que trabalhar pensando no mercado internacional, que se encontra em franca expansão. Para isso, precisa adequar seu sistema de produção às condições exigidas pelos importadores e, além disso, produzir com eficiência e baixos custos.
Crescendo nas crises
Pedro Nunes acredita que o planejamento é fundamental para que se possa aproveitar as boas oportunidades de investimento que surgem nos momentos de crise.
Fonte: Revista Leite Integral