Fazenda São João - True Type recebe homenagem da Itambé

A Itambé Alimentos S/A homenageou produtores e cooperativas associadas à Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR) que se destacaram no ano de 2014. A produtora Huguette E. Francoise Collin de Noronha Guarani, da Fazenda São João - True Type, Inhaúma - MG, foi homenageada. A Fazenda São João é pioneira no uso do Software IDEAGRI.

O Programa de Melhoria da Qualidade do Leite (PMQL), idealizado pelo presidente da Coopersete, Marcelo Candiotto Moreira de Carvalho, foi reconhecido como a Iniciativa do Ano. A cerimônia Maiores & Melhores aconteceu dia 24 de abril, no Tauá Grande Hotel de Araxá, com a presença de 250 pessoas.

Img

As premiações tiveram como quesitos Volume, Qualidade e Desempenho nos Projetos de Assistência Técnica, como explica o presidente da CCPR/Itambé, Jacques Gontijo. “Considerando a realidade de um mercado cada vez mais competitivo e globalizado, a qualidade se tornou mandatória em todas as etapas do processo de produção. Os programas de assistência técnica, por sua vez, são o caminho mais rápido e seguro para os produtores que enxergam a atividade leiteira como um negócio que, como outro qualquer, precisa gerar lucro. E seguindo essa linha, temos o aumento da escala como consequência do investimento e da profissionalização.”

Na abertura, Gontijo lembrou o pioneirismo da CCPR ao assumir em 1949 a Usina de Leite que abastecia Belo Horizonte, fato que se configurou no modelo hoje conhecido como privatização. A segunda grande inovação neste sentido ocorreu em 2000, com a criação da Itambé Alimentos S/A, que contou com a participação ativa do ex-presidente José Pereira Campos Filho. "Por ser o sistema cooperativista muito complexo, a diretoria da Cooperativa Central avaliou que precisava modernizar seu modelo de atuação e para isso trabalhou a separação de suas duas atividades principais: o relacionamento junto ao produtor na produção e captação de leite, e o papel que exercia na indústria de lácteos. Como o trabalho junto ao mercado é complexo e árduo, entendemos que na sociedade anônima teríamos mais condições de obter recursos para o crescimento. A concretização deste projeto ocorreu em julho de 2013, mais uma vez de forma pioneira, quando constituímos por meio de uma joint venture com a Vigor uma sociedade com participação igualitária, gestão profissional e que tem alcançado bons resultados.”

Se referindo aos resultados mencionados por Gontijo, o presidente da Itambé Alimentos S/A, Alexandre Almeida, apresentou uma prestação de contas de 2014 aos produtores cooperados e cooperativas singulares que, ele fez questão de frisar, “são sócios da Itambé.” O faturamento da empresa foi de R$ 2,8 bilhões, 40% maior que em 2012, e o processamento de mais de 1,1 bilhão de litros de leite assegurou a terceira colocação no ranking de laticínios do país. Outro ganho foi o aumento do volume captado diretamente de produtores, possibilitando a diminuição da compra de leite spot. “Isso nos permite trabalhar de forma direta, sem intermediários, o que nos dá condições de assegurar ao produtor que o leite que sai da sua fazenda é o mesmo que chega à nossa fábrica.

PROGRAMA DE QUALIDADE - O PMQL foi viabilizado por meio de parceria com a CCPR/ Itambé. Sua proposta é promover a melhoria da qualidade do leite e, como consequência, aumentar a produção do rebanho e diminuir despesas com medicamentos utilizados no tratamento da mastite. Voltado para ações preventivas, o Programa se baseia em seis diretrizes: higiene e conforto dos animais; adequada rotina de ordenha; tratamento de vacas secas; bom funcionamento dos equipamentos; tratamento imediato dos casos de mastite clínica; segregação e descarte dos animais.


Confira o depoimento sobre o IDEAGRI
ImagemPaulo Henrique Garcia, Fazenda São João/True Type, Inhaúma - MG
"O sistema é revolucionário para a pecuária. As informações necessárias são obtidas rapidamente e são confiáveis. Assim, é possível melhorar muito a eficiência de trabalho nas fazendas leiteiras. Sem o IDEAGRI, buscávamos informações na fazenda, mas tínhamos dificuldade no levantamento de dados e gastávamos muitas horas de serviço com acompanhamentos paralelos."