IDEAGRI Way - Edição 003

METODOLOGIA DOS CENTROS DE CUSTOS: o 1º passo para a apuração dos custos de produção. A gestão do negócio torna o crescimento do empreendimento rural viável, fortalecendo-o para os momentos de crise, além de prepará-lo para novas oportunidades. O objetivo desta edição é iniciar a discussão sobre a relevância da implantação da metodologia dos centros de custos como suporte à tomada de decisão, devido à necessidade de uma análise segmentada dos processos em sistemas de produção agrícolas e pecuários. Veja como o Sistema de Gestão IDEAGRI pode auxiliá-lo na implantação dessa metodologia.

-

IDEAGRI Way
Caminho certo para a eficiência gerencial
IDEAGRI
ClientesConheça o IDEAGRIMonte seu planoFale Conosco
METODOLOGIA DOS CENTROS DE CUSTOS: o 1º passo para a apuração dos custos de produção

A gestão do negócio torna o crescimento do empreendimento rural viável, fortalecendo-o para os momentos de crise, além de prepará-lo para novas oportunidades. O objetivo desta edição é iniciar a discussão sobre a relevância da implantação da metodologia dos centros de custos como suporte à tomada de decisão, devido à necessidade de uma análise segmentada dos processos em sistemas de produção agrícolas e pecuários. Veja como o Sistema de Gestão IDEAGRI pode auxiliá-lo na implantação dessa metodologia.
IDEAGRI

METODOLOGIA DOS CENTROS DE CUSTOS: o 1º passo para a apuração dos custos de produção

A conjuntura atual em que as empresas rurais estão inseridas é altamente dinâmica, refletindo na quantidade e qualidade das informações necessárias à gestão dos empreendimentos. Na contramão desta realidade de profissionalização da atividade, a falta de padronização nas análises técnico-financeiras causa problemas no entendimento e uso das informações geradas. Muitas propriedades rurais ainda são gerenciadas de forma empírica e não têm como apurar seu custo de produção, que é uma das principais informações de suporte à tomada de decisão. Por isso, fortalecer a gestão empresarial, pelo conhecimento de informações estratégicas, é uma das grandes medidas a serem implementadas no empreendimento rural.

Fig001

A escolha pelo sistema gerencial de acompanhamento de custos deve ter como objetivo a padronização que propiciará a comparação entre os indicadores produtivos e financeiros. Dessa forma, a definição de um método padrão de análise de custos auxilia na uniformidade das informações e dos indicadores gerados, bem como possibilita a comparação de diferentes sistemas de produção. Dentre os métodos de apuração de custos existentes, a metodologia dos centros de custos é de fácil aplicação em sistemas de produção agrícola e pecuária, bem como viabiliza a análise da eficiência dos diferentes núcleos produtivos dentro da empresa rural. A característica principal desse método é a divisão da organização em centros de custos e a alocação dos custos a estes centros, por meio de bases de distribuição e, depois, repassados aos produtos finais.

Conhecer o custo de produção por intermédio de centros geradores de custos permite ao empresário rural compreender o impacto de determinados processos e/ou tecnologias sobre o sistema, especificamente no custo final do produto.

Mas o que são Centros de Custos?

Entende-se por centro de custos de uma empresa qualquer unidade de agregação de custos realizando uma atividade ou um conjunto de atividades que detém certas similaridades. É uma classificação contábil que permite a melhor identificação da unidade geradora da despesa e/ou receita. No Sistema de Gestão IDEAGRI, o usuário pode cadastrar 2 tipos de Centros de Custos:

-Centro de custos produtivo (ou direto) é aquele que engloba atividades primárias da organização, a razão de ser do negócio, sua produção ou prestação de serviços. Gera receitas e despesas.

-Centro de custos rateado (indireto ou administrativo) é aquele que não produz, porém gera despesas.

FIG002

Etapas da Implantação

Para obtermos uma visão geral do processo de implantação da metodologia dos centros de custos, vejamos suas etapas:

-Diagnóstico do sistema de produção
O objetivo é, a partir da realidade vivenciada na empresa, visualizar os diversos processos que compõem a rotina produtiva. Esta etapa é fundamental para a definição de um eficiente sistema de controles.


-Identificação dos centros de custos
São identificadas as atividades produtivas que sustentam a produção (centros de custos produtivos). Nesta etapa, são também definidos o plano de contas gerencial (cuja importância abordaremos na próxima edição do IDEAGRI WAY) e os critérios de rateio dos centros 'administrativos'.


-Treinamento da mão de obra
(ETAPA APOIADA PELO IDEAGRI)

É fundamental a conscientização dos colaboradores quanto à importância do estabelecimento de controles gerenciais. Neste sentido, há que se capacitar a equipe para a coleta e classificação dos dados e para a manutenção da rotina de controles. Todos os clientes IDEAGRI, por exemplo, recebem treinamento de implantação do sistema. O impacto da mudança inerente à introdução da metodologia é significativamente reduzido quando há profissionais treinados.


-Coleta de dados
(ETAPA APOIADA PELO IDEAGRI
)
É o momento de registro e compilação das informações. Deve ser padronizada e sistemática, pois falhas e distorções nesta fase incorrerão em avaliações e análises que não refletirão a verdadeira realidade do negócio, pela obtenção de valores equivocados, prejudicando a tomada de decisões. Novamente, a adoção de um sistema informatizado como o IDEAGRI auxilia na mitigação dos riscos desta etapa.

FIG003

-Cálculo do custo de produção
(ETAPA APOIADA PELO IDEAGRI)
O processamento dos dados, que é crucial para a implantação da metodologia dos centros de custos, configura a etapa mais fortemente apoiada por um sistema informatizado como o IDEAGRI. Além de garantir a consistência dos dados gerados, um software viabilizará a rapidez e a agilidade necessárias, por exemplo, nos cálculos de rateio dos centros de custos administrativos (indiretos).


-Análise segmentada e global dos resultados
(ETAPA APOIADA PELO IDEAGRI)
Com os dados coletados e devidamente distribuídos pelos centros de custos, a próxima etapa é analisá-los a fim de encontrar pontos de estrangulamento e oportunidade de melhoria. Relatórios gerados através de filtros específicos ou que propiciem uma visão geral dos resultados são benefícios de altíssimo valor agregado propiciado por um sistema de gestão informatizada como o IDEAGRI.


-Propostas e ações
Ao final destas etapas, o gestor estará apto a tomar decisões com o objetivo de minimizar custos e, consequentemente, maximizar a eficiência técnica, propondo melhorias a partir de indicadores técnicos e econômicos. Vale destacar, todavia, que este é um processo cíclico na medida em que novas proposições e inovações sejam inseridas no escopo gerencial.


A criação dos centros de custos é o primeiro passo para iniciar a avaliação econômica e financeira. A metodologia permite uma alocação mais apropriada das despesas, o que representará diretamente o custo de produção dos processos ou do centro. Portanto, a contabilidade de custos constitui um relevante suporte para a tomada de decisões. Utilizar com destreza os centros de custos em conjunto com o plano de contas pode trazer muitos benefícios ao seu negócio.


Nas próximas edições, prosseguiremos com a abordagem destacando o uso das contas gerenciais que, aplicadas juntamente com a metodologia dos centros de custos, propiciarão a apuração de custos e a obtenção de índices vitais para o seu negócio.

Aguarde a próxima edição do IDEAGRI WAY, o caminho certo para a eficiência gerencial!

Clique aqui e confira todos os artigos da série.

IDEAGRI