Manual de boas práticas de manejo e identificação de bovinos

Manter registros sobre as condições de criação e sobre o desempenho dos rebanhos é uma importante ferramenta de manejo e pode ser usada para aumentar a eficiência na atividade pecuária, pois torna mais fácil identificar e resolver os problemas que ocorrem no dia-a-dia de trabalho em uma fazenda de bovinos de corte. Neste contexto, a identificação individual dos bovinos é um passo importante para qualquer sistema de registro de informações. Faça o download do manual que tem como objetivo apresentar recomendações validadas após estudos e aplicações em diversas fazendas de bovinos de corte. O conteúdo foi elaborado pela FUNEP, em parceria com o Grupo ETCO e a Zoetis.

Métodos de Identificação

Os métodos de identificação mais comuns para bovinos são: tatuagem, brinco (visual ou eletrônico) e marcação a fogo. Existem outros métodos menos utilizados, como por exemplo: o bolus intra-ruminal, marcação a frio, cortes nas orelhas, colares de identificação e marcas nos chifres. Neste manual serão apresentados os métodos de tatuagem, brincos e marcação a fogo.

É importante reconhecer que todos estes métodos têm limitações em seu uso e que a eficiência de cada um é diretamente relacionada à forma pela qual são aplicados na identificação de animais. Quanto melhor realizado o processo de identificação, menores serão os riscos de perda e de duplicidade na identificação

Baixe a sua cópia do manual e leia o conteúdo completo!

Autores:

  • Anita Schmidek
  • Hugo Durán
  • Mateus J. R. Paranhos da Costa

Faça o download