Quais os impactos de separar os bancos de dados de gestão e zootécnico?

Basicamente, existem, no IDEAGRI, até o momento, 3 pontos de conexão entre os dados de gestão e zootécnicos:
- Compra e venda de animais
- Avaliação financeira de rebanho
- Estoque de sêmen

 

 

1) Compra e venda de animais

Na compra e venda de animais, quando o processo é feito na tela de receitas, para venda ou na tela de despesas, para compra, é possível acessar o cadastro de animais e informar quais animais foram vendidos ou comprados. Sendo assim, caso os bancos de dados estejam sendo tratados separadamente, será necessário cadastrar nos dois sistemas, as notas que envolvam este tipo de movimentação

2) Avaliação financeira de rebanho

Através desta rotina é possível fazer o levantamento do montante imobilizado em animais. Geralmente é um processo realizado, por exemplo, duas vezes por ano.

Quando o controle de gestão e zootécnico é feito no mesmo banco, ao criar uma nova avaliação financeira do rebanho, o sistema busca, na data informada a quantidade de animais por categoria, para que possam sem associadas aos produtos desejadas e precificadas

No caso dos bancos serem separados, a avaliação financeira poderá ser criada no banco de gestão, no entanto, a quantidade de animais de cada categoria deverá ser buscado no banco com os dados zootécnicos e informada manualmente no cadastro da avaliação (no banco de gestão).

3) Estoque de sêmen

Caso o usuário opte por utilizar a baixa automática de sêmen a partir dos lançamentos de inseminação, que é um processo facultativo, as notas que incluam compras do tipo sêmen deverão ser lançadas nos dois bancos e, periodicamente, as baixas pelo uso no banco de gestão deverão ser lançadas, manualmente como consumo (a partir das informações obtidas no banco de dados zootécnico).