Relatório Produção de arrobas(@), taxa de desfrute e arrobas produzidas por hectare (ha) no período

Visualize, no período que desejar, a taxa de desfrute, a produção de arrobas por hectare, o velocímetro de arrobas produzidas por hectare e o velocímetro da taxa desfrute, informando limites de tolerância, parâmetros para índices ruins, regulares, bons e ótimos, bem como as metas desejadas. 

A dica está organizada em tópicos:

INTRODUÇÃO

FILTROS E OPÇÕES PARA A EMISSÃO DOS RELATÓRIOS

PRODUÇÃO DE ARROBAS E TAXA DE DESFRUTE NO PERÍODO

@ PRODUZIDAS/HA

VELOCÍMETRO TAXA DESFRUTE

VELOCÍMETRO @ PRODUZIDA/HA

 


INTRODUÇÃO

A taxa de desfrute mede a capacidade do rebanho em gerar excedente, ou seja, representa a produção (em arrobas ou cabeças) em um determinado espaço de tempo em relação ao rebanho inicial. Quanto maior a taxa de desfrute, maior a produção interna do rebanho.

É uma medida que reflete o aproveitamento do rebanho, sendo influenciada por diversos fatores, tais como: raça, sistema de criação (a pasto ou confinamento), natalidade, idade ao abate, idade à primeira cria, lotação, peso ao abate, abate de fêmeas, ou seja, todos os índices da propriedade refletem-se na taxa de desfrute.

Importante: Uma característica relevante do relatório, que deve ser configurada com muito cuidado pelo usuário, é o ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’. Com a adequada seleção deste parâmetro, animais sem pesagens nos limites considerados, não terão seus pesos corrigidos e não serão contabilizados no relatório.

 


FILTROS E OPÇÕES PARA A EMISSÃO DOS RELATÓRIOS

a00.png

1Período

2Setor (com opção de combinações) (no qual animal está atualmente ou foi baixado)

3Seleção de categorias – As categorias por idade podem ser configuradas pelo usuário, no momento da emissão do relatório. A divisão personalizada por idade pode ser feita de duas formas:

Opção (1): Apenas pelo sexo e idade

  • Basta desmarcar o Item 'Considerar categoria na classificação'.

  

Opção (2): Pela categoria e idade

  • Basta marcar o Item 'Considerar categoria na classificação'.

CONFIGURAÇÃO PADRÃO:

Existe uma configuração padrão sugerida (com detalhamento por categoria):

CRIANDO NOVAS CATEGORIAS:

Para limpar as categorias sugeridas e criar novas, clique na Palavra 'Ação' (selecionando todos os itens) e, depois, clique, em '-'.

Com o grid limpo, faça a inclusão das categorias desejadas, clicando em '+'. A cada nova categoria, clique, novamente em '+'. A opções configuradas serão armazenadas após a emissão do relatório, para o próximo acesso.

RESTAURANDO A CONFIGURAÇÃO PADRÃO:

Caso, após as alterações, haja interesse em voltar as configurações para a padrão, basta clicar no botão 'Restaurar padrão'.

Haverá uma mensagem de confirmação, uma vez que as configurações personalizadas serão sobrepostas pelo padrão:

SIMULANDO A INCLUSÃO DE FAIXAS PERSONALIZADAS:

Vamos simular a inclusão de faixas personalizadas, sem o detalhamento das categorias.

Importante:

- O valor inicial para cada conjunto será sempre '0';

- O cadastro é feito apenas do limite final;

- O início do próximo item criado, para o mesmo conjunto, será calculado automaticamente;

- O último limite, de cada conjunto, deverá ser, sempre 99999.

4Tipo de grupo (para cálculo da área em hectares) – ao selecionar um tipo de grupo para o qual nenhum grupo tenha a área em hectares informada, será exibida a mensagem "Somente é possível selecionar tipos de grupos para os quais exista algum grupo com área informada".

5Área considerada (hectares) este campo será calculado automaticamente, em função do tipo de grupo selecionado, somando a área de todos os grupos deste tipo.

6Área informada (hectares) (esta caixa só fica disponível se não houver a seleção de nenhum tipo de grupo) – o valor poderá ser digitado.

7Limite (dias) para a correção de pesagens Animais sem pesagens nos limites considerados, não terão seus pesos corrigidos e não serão contabilizados no relatório.

8Quadro de parâmetros e metas Este quadro deve ser preenchido pelo usuário. Para facilitar a visualização das informações, optamos por enviar o quadro preenchido, a título de ilustração, sendo que os valores não representam uma recomendação técnica. São valores arbitrados, unicamente, para que o usuário possa ter uma melhor visualização dos relatórios, em uma primeira visualização e DEVEM SER EDITADOS PELO USUÁRIO.

O limite final da taxa de desfrute sempre será 100 – não editável.

Tanto para a taxa de desfrute quanto para arrobas, o valor seguinte tem que ser maior do que o anterior.

9Seleção de relatórios

Relatórios:

  • Produção de arrobas e taxa de desfrute no período
  • @ produzidas/ha*
  • Velocímetro taxa desfrute
  • Velocímetro @ produzida/ha*

*Caso algum destes relatórios seja selecionado e não tenha sido selecionado um tipo de grupo ou informada a área manualmente, será exibida a mensagem:

10Abaixo da lista de relatórios há opção destacada a seguir, para facilitar a marcação e desmarcação coletiva de itens

  • Marcar/ desmarcar todos

11Opções:

  • Exibir legenda
  • Exportar listagem de animais para csv (neste caso será dada, no momento da geração do relatório, a possibilidade de salvar as informações em csv) 

PRODUÇÃO DE ARROBAS E TAXA DE DESFRUTE NO PERÍODO

Cada linha da tabela representa uma categoria, conforme a seleção realizada na tela que antecede a emissão do relatório

Colunas:

  • Estoque inicial
    • Dias (2)
      • média entre a pesagem inicial e a data inicial (dias) (informada na emissão do relatório) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data inicial do período e a data inicial do período de todos os animais. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Estoque (@) (3): é a soma dos pesos dos animais na categoria, na data inicial, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (4): é a soma dos animais na categoria, na data inicial, dentro do limite de tolerância.
  • Compras
    • Dias (5)
      • média entre a pesagem da compra e a data da compra (dias) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data da compra. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Compra (@) (6): é a soma dos pesos dos animais comprados, considerando a categoria no animal na data da compra, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (7): é a soma dos animais na categoria, comprados no período, com pesagens dentro do limite de tolerância.
  • Nascimentos/Inclusões
    • Dias (8)
      • média entre a pesagem na data de nascimento ou inclusão (dias) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data de nascimento ou inclusão. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Nascimentos/Inclusões (@) (9): é a soma dos pesos dos animais nascidos ou comprados, considerando a categoria do animal na data da de entrada, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (10): é a soma dos animais na categoria, nascidos ou incluídos no período, com pesagens dentro do limite de tolerância.
  • Compras
    • Dias (11)
      • média entre a pesagem da venda e a data da venda (dias) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data da venda. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Venda (@) (12): é a soma dos pesos dos animais vendidos, considerando a categoria no animal na data da venda, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (13): é a soma dos animais na categoria, vendidos no período, com pesagens dentro do limite de tolerância.
  • Baixas e Mortes
    • Dias (14)
      • média entre a pesagem da mais próxima à baixa ou à morte e a data da baixa (dias) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data da baixa. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Baixa/Morte (@) (15): é a soma dos pesos dos animais baixados ou mortos, considerando a categoria no animal na data da baixa, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (16): é a soma dos animais na categoria, baixados ou mortos no período, com pesagens dentro do limite de tolerância.
  • Estoque final
    • Dias (17)
      • média entre a pesagem final e a data final (dias) (informada na emissão do relatório) - média da diferença em dias entre a data de pesagem mais próxima à data final do período e a data final do período de todos os animais. [Se o número de dias estiver fora do parâmetro ‘Limite (dias) para a correção de pesagens’ o animal é desconsiderado].
    • Estoque (@) (18): é a soma dos pesos dos animais na categoria, na data final, com a aplicação de correções, dentro do limite de tolerância, dividido por 30, para obter o total de arrobas.
    • Qtde (cabeças) (19): é a soma dos animais na categoria, na data final, dentro do limite de tolerância.
  • Produção real (@) (20)
    • [Estoque final] - [Estoque inicial] + [ [Vendas] - [Compras] ]

 


@ PRODUZIDAS/HA

 


VELOCÍMETRO TAXA DESFRUTE

 


VELOCÍMETRO @ PRODUZIDA/HA

Clique aqui para visualizar o relatório na íntegra.