Segurança digital, por Zaima Milazzo

A violência e a insegurança que acompanham a vida moderna tem aumentado a preocupação por segurança e proteção em todos os sentidos. Tentamos nos resguardar de assaltos e, mais recentemente, dos caprichos da natureza fazendo seguros de vida, para o carro e a casa, instalando redes de proteção, para-raios e cercas elétricas. Enfim, tentamos, de todas as formas, criar “mecanismos de defesa” contra imprevistos desagradáveis. Mas não é só o nosso mundo palpável que demanda cuidados. Tudo aquilo que não vemos – e que habita o mundo virtual – também precisa de cuidados extras. Afinal, apesar de ser recente – a internet acaba de fazer 15 anos no Brasil –, não conseguimos mais pensar a vida sem um computador: temos comunidades de amigos reunidos em redes sociais, usamos o Google como enciclopédia a todo momento e nos comunicamos mais por email do que por telefone. Então, se temos uma “vida virtual” correndo em paralelo, é preciso que esta também seja protegida. E isso não é exagero ou paranóia de quem mora em cidade grande. É uma precaução que pode evitar muitos problemas e muita dor de cabeça para todos que usam o computador ligado à internet. A solução é simples: basta contratar os serviços de proteção oferecidos por seu provedor de internet ou por empresas especializadas.

Se você acha que estes sistemas são muito sofisticados para usar na sua casa e que só servem para proteger grandes corporações, pode estar enganado. Um vírus invade seu computador e seu HD é zerado. De um minuto para outro, você perde todas as informações armazenadas, incluindo fotos dos momentos mais importantes da sua viagem de férias, os vídeos dos seus filhos quando ainda eram bebês, músicas que embalaram os momentos memoráveis da sua família ou sua tese de mestrado ainda em elaboração. Você não consegue usar o cartão de crédito para pagar o almoço de domingo porque o plástico foi clonado da última vez que você pagou uma conta usando um site “seguro”. Seu filho passou as tardes de férias em frente ao computador e você nem se preocupou em controlar o que ele estava acessando ou com quem ele estava contatando. Ao retornar para a escola, seu filho vai passar ainda mais horas acessando conteúdos na rede para fazer suas tarefas da escola. Você tem certeza que ele estará todo o tempo a salvo de conteúdos e pessoas nocivas?

É preciso pensar com atenção na segurança envolvida nessas situações corriqueiras para aproveitar seu computador sem preocupações. Com certeza, você já deve ter ouvido falar em antivírus, anti-invasão, controle de conteúdo para as crianças e backup on-line. São sistemas acessíveis que podem proteger aquilo que é insubstituível para você. Na volta às aulas, em especial, contar com uma ajuda extra faz os pais ficarem mais seguros e tranquilos em relação ao acesso feito por crianças e adolescentes em sites com conteúdo impróprio. A ferramenta Controle de navegação bloqueia o acesso a sites nocivos e a Controle de pais gerencia o tempo gasto na internet e seleciona os programas que as crianças podem usar, além de acompanhar e registrar todas as atividades on-line. Outra ferramenta útil é o Backup on-line. Trata-se de um serviço de backup e restauração de arquivos fácil de usar, seguro e ilimitado. Ele monitora e copia automaticamente seus arquivos, protegendo contra exclusão acidental ou falha de hardware. Com seu processo de backup inteligente, faz com que seus arquivos mais importantes estejam sempre atualizados, mas sem comprometer os valiosos recursos de sua rede enquanto são copiados. Por meio do portal web você pode acessar e compartilhar de forma intuitiva suas fotos e todos os seus arquivos importantes, em qualquer lugar e com qualquer dispositivo. Seu módulo de segurança integrado garante que suas informações estejam sempre protegidas durante a transmissão dos dados e enquanto estiverem armazenados em nossos servidores. Outro recurso é o antispyware que localiza e exclui spywares, ou seja, programas que observam o comportamento de navegação do usuário. Nesta categoria, podemos citar o phishing, uma técnica para capturar dados pessoais dos usuários para utilização indevida de cartões de crédito, acesso bancário e realizar compras, ou o cavalo de tróia, arquivos que se fazem passar por uma coisa desejável, mas, na verdade, são prejudiciais aos dados armazenados no computador.

O avanço da internet fez surgir uma infinidade de vírus complexos e formas de aproveitar a falta de conhecimento dos clientes ou a ingenuidade de crianças para roubar informações dos cartões de crédito, de e-mails, de documentos pessoais, bem como disseminar conteúdos impróprios. Então, pense na segurança de sua família e de seus dados e procure seu provedor de acesso para evitar dor de cabeça e aproveitar só o melhor que a Internet tem para oferecer.


Fonte: Joranl Estado de Minas

Este artigo reflete as opiniões do autor(es), e não do IDEAGRI. O IDEAGRI não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.