Veja o esquema para o preenchimento da genealogia e inclusão de animais externos
Nesta dica, apresentamos, de forma esquemática, um passo-a-passo para facilitar o preenchimento de genealogia dos animais e também os padrões sugeridos para a inclusão de animais externos no sistema. Para tanto, utilizaremos como exemplo a genealogia do Animal 'Basco da Naviraí'.
 
Veja que, na genealogia do animal, os ascendentes foram rotulados com os números de 1 a 14. Esses números representam a ordem recomendada de inclusão dos animais no IDEAGRI. A inclusão dos animais sempre deverá ser feita dos animais mais antigos para os mais novos. Veja a figura:
 
 
G eralmente, os animais que compõem a genealogia, especialmente no caso de animais comprados, sêmens, etc., não pertencem à fazenda. Sendo assim, devem ser cadastrados como animais externos, ou seja, que não pertencem à fazenda.
 
A seguir, daremos início ao passo-a-passo:
 
1) Acesse o Menu 'Animal' e 'Clique no Botão 'Animal':
 
 
menu-animal.jpgseta.png
 
 
 menu-animal.jpg
 
 
 
3) Na tela que surge, clique em 'Incluir':
 
Tela
 
 
 
4) Incluir a genealogia.
 
Iniciaremos o processo pelo animal rotulado com o número 1 (Bisavô Paterno):
 
 Tela
 
Lembre-se de informar:
 
- que o animal não pertence à fazenda;
- defina o sexo do animal - neste caso macho (campo obrigatório);
- informe o código do animal - no exemplo, como o animal não pertence à fazenda, utilizamos o registro do mesmo como código, o que pode ser uma boa solução, pois, na maioria dos casos, o registro é uma informação disponível nas árvores genealógicas (campo obrigatório);
- registro (opcional);
- nome completo ou resumido (opcional).
 
5) Após o preenchimento, clique em 'Gravar'. Após fazer isso, esse botão fica esmaecido.
 
DEMAIS INCLUSÕES
 
Clique em 'Incluir' sem sair da tela para dar andamento à inclusão dos demais animais.
 
O processo é o mesmo para o animal rotulado com o número 2 (Bisavó Paterna), sendo que a única diferença é que o sexo é feminino. Por se tratar do mesmo processo, consideramos desnecessário incluir as telas. Para os animais rotulados com os números 3, 4, 5, 6, 7 e 8, o processo se repete – fique atento à escolha correta do sexo dos animais.
 
A seguir, ilustraremos a inclusão do animal rotulado com o número 9. Neste caso, além do procedimento citado anteriormente, informaremos o pai e a mãe do animal.
 
Para tanto, após preencher, na ficha do animal, as informações já comentadas, digite o código do pai e da mãe direto no campo 'Pai' e 'Mãe', como ilustrado a seguir. Em seguida, clique em 'Gravar':
 
 
Caso prefira buscar o pai e a mãe da lista de animais disponíveis, basta clicar na caixa ao lado de cada campo, como ilustrado a seguir:
 
 Tela
 
Ao fazer isso, será mostrada uma tela com os animais disponíveis para serem selecionados como pais de outros animas. Busque o animal usando a seleção por número, nome ou número do Sisbov.
 
Após localizar o animal na listagem, clique na linha do mesmo duas vezes ou clique 1 vez para marcar e clique em 'Confirmar'. Desta forma, voltamos à ficha do animal, com o pai selecionado.
 
 Tela
 
O processo é o mesmo para a busca da mãe no cadastro.
 
O procedimento citado – inclusão dos animais com seleção dos pais - se repete para os animais rotulados com os números, 10, 11, 12, 13 e 14. Por se tratar do mesmo processo, consideramos desnecessário incluir as telas.
 
6) Incluir o animal propriamente dito.
 
Findo o processo de inclusão dos ascendentes de 1 a 14, o próximo passo é a inclusão do animal propriamente dito, informando pai e mãe. Finalmente, a genealogia do animal estará absolutamente completa.
 
Veja a representação a seguir, extraída do relatório 'Ficha completa' do IDEAGRI: