Você sabe o que é gestão de empresas rurais?

Gestão é o termo da moda e, a cada dia, se fala mais na importância de uma boa gestão para se manter na atividade. No entanto, a realidade no campo é bem diferente da teoria. A gestão em propriedades rurais ainda não é feita com eficiência em boa parte das propriedades. Veja neste artigo técnico, escrito pela Equipe Rehagro, os principais aspectos da gestão rural.


Cada vez mais, o produtor passa pela necessidade de escolher um caminho a seguir. Muitas vezes isso é realizado pelo sentimento e pela experiência passada por diversas gerações. Apesar da grande importância deste “feeling”, é crescente a demanda por informações reais do andamento da atividade para a tomada de decisão. Entra aqui a necessidade de um bom conhecimento de gestão da atividade produtiva.

A primeira dificuldade que o produtor enfrenta quando se trata do tema "gestão na propriedade" é o desconhecimento do que é gestão. Onde há desconhecimento, existe o preconceito e, por isso, a gestão é vista com preconceito. Gestão é a alocação correta dos recursos financeiros, materiais e humanos, buscando a obtenção dos resultados desejados de maneira eficaz. Basicamente trata de:

  • Determinar o resultado esperado da atividade.
  • Treinar e motivar a equipe para executar as ações necessárias.
  • Agir rapidamente quando o resultado não está sendo alcançado.
  • Padronizar as atividades que alcançaram resultados de sucesso.

Gerenciar tem como objetivo fundamental o cumprimento de metas estabelecidas, por isso, cabe ao gestor ter um adequado desenho/plano, apoiado em um rigoroso sistema de acompanhamento das metas geradas e uma grande habilidade de buscar saídas para os desvios encontrados.

O sucesso nestas três etapas estará pautado no tripé: liderança, conhecimento técnico e conhecimento gerencial.

Figura 1: Fatores de competitividade, segundo Campos (2001).

Parte dos empresários rurais que já despertou para a necessidade da profissionalização de suas propriedades (e tem o conhecimento do que é gestão) vive dificuldades no próximo passo: implementar esta gestão. Uma empresa rural ou urbana precisa de ferramentas gerenciais simples e que sejam aplicáveis à sua realidade. Muitas vezes, metodologias complexas, que prometem análises extremamente detalhadas, não saem do papel, levando ao insucesso da sua utilização.

Antes de tudo, é preciso definir aonde se quer ir. Qual é a razão da existência da sua empresa rural? Antes de definir as metas, é necessário lembrar que toda meta deve ter objetivo, prazo e valor. Muitas são as fazendas que não sabem para onde está indo, qual é o objetivo do trabalho ou do projeto e quando pretendem atingir este objetivo. Depois de definida a meta, é preciso planejar e definir ações que nos permitam percorrer um caminho em direção a esta meta, através de bons planos de ação. Problemas irão surgir ao percorrer este caminho e, quando eles aparecerem, ferramentas gerenciais que levem a uma boa análise destes problemas devem ser utilizadas, na busca de soluções.

A seguir serão discutidos, de forma sucinta, passos a serem seguidos para se modificar a gestão das empresas rurais (figura 2):

  1. Estabeleça as metas, respondendo a pergunta: aonde você quer chegar?
  2. Levante todo o conhecimento disponível na empresa que possa auxiliá-lo(a) na trajetória de cumprimento da meta.
  3. Faça uma análise das razões ou causas que estão impedindo a empresa de bater as metas.
  4. Construa um bom plano de ação, que nada mais é que um conjunto de medidas necessárias para atingir a meta.
  5. Execute as ações.
  6. Verifique se as medidas tomadas foram suficientes para atingir a meta.
  7. Se as medidas foram suficientes, padronize. Se as metas não foram atingidas, faça um novo plano de ação.

Figura 2: Método PDCA, método de controle de processos segundo Campos (1996).

Para que o conhecimento técnico e gerencial seja colocado em prática, é preciso investir tempo no treinamento da equipe. Desta forma, praticando a gestão, as pessoas estarão adquirindo “conhecimento prático”. Nesta fase, a liderança da empresa ou setor deverá buscar levar o conhecimento à equipe, servindo de facilitador à aplicação do mesmo. Geralmente, para que as metas sejam atingidas, é essencial realizar mudanças e, para que elas ocorram com sucesso, devem-se difundir os conhecimentos necessários e auxiliar na sua aplicação.

Um gestor precisa ter mente aberta e ser capaz de olhar o mundo e adequar seu negócio. A gestão de um negócio precisa estar continuamente monitorando o mundo a sua volta e sempre estar questionando se as decisões tomadas anteriormente, mesmo àquelas acertadas, ainda são as melhores. Uma mudança na conjuntura pode fazer com que o sistema precise ser repensado. Os conceitos precisam ser constantemente revistos e a pessoa deve estar disposta a evoluir. A gestão precisa se mostrar aberta e dinâmica, pois velocidade de ação nesses momentos pode ser questão de sobrevivência.

Gestão empresarial, empreendedorismo e qualidade total são hoje palavras da moda, tanto no meio rural como urbano. Cabe aos empresários e aos líderes dos projetos buscar ações que sejam realmente úteis para sua empresa. Para tanto, deve-se associar a utilização de boas ferramentas gerenciais ao conhecimento técnico da empresa e a sua liderança. A receita do sucesso não está em um único sistema de produção. O caminho é visualizar a realidade de forma ampla, definir um sistema adequado e principalmente executar com precisão suas metas, avaliar seus resultados e atuar com capacidade de reação e perseverança.

Existe uma frase atribuída a Albert Einstein que diz: “O princípio da insanidade é fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes”. Por isso, é imprescindível para aqueles que desejam obter resultados diferentes dos que estão sendo alcançados atualmente, pensar em produzir leite de forma diferente. Um processo eficiente de gestão pode ser parte dessa mudança.

Fonte: Rehagro